ESTA DISCUSSÃO FOI FECHADA.

Multilinguagem Sistema e programas do DZ

Atualizado em junho 22, 2016 em SUGERIR MELHORIAS
12 em junho 18, 2016

Este tópico foi aberto devido a integração do DuZeru na distrowatch, segundo Jesse Smith principal mantenedor do site, através de um e-mail citou o DuZeru esta com problemas de layout de teclado, e rodando em modo live seu teclado está inoperante.
Será debatido em duas fases, a primeira é sobre a multilinguagem do sistema e a segunda é sobre multilinguagem dos programas do duzeru.

1 – MULTILINGUAGEM DO SISTEMA
Fia a análise comparativa fazendo download e rodando a live do Debian, e vários derivados (que estão no distrowatch) notei somente uma particularidade que o DZ não possui:
Distros base Debian em modo live por padrão têm a seguinte configuração:
no arquivo /etc/defautl/keyboard
o idioma (en) e o teclado (105 keys) (en_US)
no arquivo /etc/default/locale
LANG=en_US.UTF-8

O DuZeru está configurado da seguinte forma:
no arquivo /etc/defautl/keyboard
o idioma (en) e o teclado (105 keys) (pt_BR)
no arquivo /etc/default/locale
LANG=pt_BR.UTF-8

Todas as distros que testei em modo live iniciam-se com o teclado padrão inglês, para brasileiros o layout fica padrão apenas quando abre o programa instalador na etapa de seleção do layout de teclado.
No DuZeru já se inicia comumente pra gente Brasileiros com o modelo padrão de teclado pt_BR mas para outros países fica complicado. Mas é a universalidade da linguagem já que inglês é a língua predominante principalmente na Tecnologia da informação e linguagens de programação.

CONCLUSÕES
A correção já foi encontrada que é deixar o sistema em modo live com o padrão de idioma e layout de teclado em inglês.
Há um pequeno problema para usuários que rodarem em modo live, vão encontrar ela totalmente em inglês tanto o layout do teclado quanto o idioma (assim são todas as distros em modo live), porém tudo se acerta quando na etapa de selecionar o idioma e layout de teclado no instalador.

2 – MULTILINGUAGEM DOS PROGRAMAS

Como citado anteriormente infelizmente não tenho o conhecimento para criação de aplicações com automação multilinguagem, pensando nisso creio que há uma solução básica que é  a seguinte:

  • Criar programas com a linguagem padrão inglês exemplo: duzeru-kernel
  • Criar pacotes de tradução dos programas para português exemplo: duzeru-kernel-ptbr
  • Por padrão no sistema virá as aplicações do DuZeru em inglês necessitando que faça o download da tradução manualmente através da central de programas ou via terminal.

Espero a opinião dos amigos neste tópico pois é muito importante a participação de todos.

  • Aprovado por
1 em junho 18, 2016

Qual é a linguagem de programação que você está usando para criar as aplicações?

Onde tem os códigos fontes para que eu possa olhar?

Estou perguntando pois gostaria de ajudar (tentar pelo menos), não sou “expert” em nada, mas tenho vontade de ajudar. =)

em junho 19, 2016

Olá herbert os códigos fonte estão no GitHub tanto os de 32Bits e 64Bits.
https://github.com/duzerulinux

Ver mais repostas
  • Aprovado por
Cancelar
1 em junho 18, 2016

Tem muitas distros que tem por padrão a opção de escolher o idioma na hora do boot, normalmente você aperta tecla shift e aparece a opção de escolher idioma, instalação direta, boot do hd e teste de memória, talvez uma revisada no instalador resolva tudo.

em junho 19, 2016

pois é Gilmar, porém o instalador do DZ, ele é um fork do LMDE e não dá esta opção.

Ver mais repostas
  • Aprovado por
Cancelar
0 em junho 19, 2016

Penso que a primeira opção é mais viável, a gente olhando pensa que é simples o problema, mas para achar a solução é como analisar todo o sistema novamente.

Mas, mudar o layout do instalador leva um tempo, mas que quando mudado o layout, você ganha mais tempo do que ficar jogando pacote (s) de atualização(ões), dos programas DuZeru.

Estas duas soluções podem dar certo, mas por padrão das outras distros eu acho mais vantajoso a primeira opção. 

 

 

  • Aprovado por
Cancelar
0 em junho 20, 2016

    Para uma internacionalização de uma distro, tem que acompanhar o que as distros maiores fazem que é o inglês até o boot e depois regionalizando o idioma, embora isso penalizaria os Brasileiros um pouco, pois perderíamos essa facilidade. Mas temos que pensar que, para que o Projeto DuZeru ganhe notoriedade internacional temos que apoiar toda e qualquer decisão envolvendo mudanças nesse sentido.
     Entre as três opções, o que tem que se analisar é, ver qual dispende menos trabalho e tempo. E principalmente qual das opções tem que fazer uma manutenção com maior ou menor frequência. Optando-se obviamente pela que dê menos trabalho e tempo consumido com a menor manutenção possível. Tendo-se como resultado a resolução do problema!

  • Aprovado por
Cancelar
5 em junho 20, 2016

Claudio já pensou no instalador do Debian mesmo ou o próprio calamaris? mesmo com alguns bugs o calamaris está melhor que o do ubuntu e mint…

 

em junho 20, 2016

Eu até tentei colocar o Calamares sum Gilmar, mas não consegui pois dá um erro ao criar o Usuário, meu conhecimento ficou limitado nele, até pagaria para quem pudesse adicionar ele.

em junho 21, 2016

o calamares é uma boa opção porem ele se encontra inviável no momento, mais Claudio continua procurando uma solução para o calamares.  

em junho 22, 2016

tem o anaconda, tem vários instaladores vamos pesquisar….

em junho 22, 2016

inclusive o anaconda e o do fedora, que é rpm, mais fácil portar para debian

em junho 22, 2016

A solução do layout de teclado e idioma em inglês em modo live está funcionando. O problema era ao compilar a iso, o modo live estava substituindo os arquivo
/etc/default/locale
/etc/default/keyboard
do status en_US para pt_BR

Já está testado e funcional, instalei em Português e inglês e o layout de teclado está acompanhando o idioma padrão, assim nem gringo nem brasileiro sobre mais.

Ver mais repostas
  • Aprovado por
Cancelar
Carregando mais tópicos